TJGO apresenta Coordenadoria Estadual da Mulher e Execução Penal (TJGO – 16/09/2014)

Presidente do TJGO defende ação conjunta dos magistrados para enfrentar violência doméstica (Foto: TJGO)

Presidente do TJGO defende ação conjunta dos magistrados para enfrentar violência doméstica (Foto: TJGO)

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), Ney Teles de Paula, apresentou nesta terça-feira (16) a Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar e de Execução Penal, em cerimônia realizada no Salão Nobre da Corte Especial. O novo órgão tem competência administrativa para acompanhar processos e realizar o assessoramento do Poder Judiciário em ações sociais desses âmbitos.

A instituição da coordenadoria dá prosseguimento a ações do desembargador Leobino Valente Chaves, em sua gestão à frente do TJGO, quando instituídas suas finalidades e disposições gerais por meio de decreto assinado em 28 de janeiro de 2013. O presidente Ney Teles de Paula discursou sobre a relevância das ações e falou sobre a “satisfação de ver o projeto ser colocado em prática”.

Fazem parte do grupo o desembargador Luiz Cláudio Veiga Braga, na condição de presidente, e os juízes Willian Costa Mello, Wilson da Silva Dias, Wilton Müller Salomão e Gustavo Dalul Faria. “Cada um dos magistrados representa um segmento, dessa forma, todos contribuirão com suas experiências e conhecimento”, falou o desembargador.

Coordenadoria articulará a promoção da Lei Maria da Penha junto a sociedade (Foto: TJGO)

Coordenadoria articulará a promoção da Lei Maria da Penha junto a sociedade (Foto: TJGO)

Em seu discurso, o presidente do grupo destacou as linhas de atuação. “O objetivo é analisar onde há problemas e, assim, propor soluções nesses âmbitos. Além disso, a coordenadoria vai fazer uma interlocução do TJGO com a sociedade atingida por esse tipo de violência e serão, também, promovidos acordos, protocolos e ações em parceria com órgãos públicos e entidades sociais”, sintetizou.

A secretária estadual de Políticas para Mulheres e Promoção da Igualdade Racial (Semira), Gláucia Maria Teodoro Reis, falou sobre a importância da coordenadoria. “O enfrentamento à violência doméstica e familiar só é possível com o envolvimento institucional de uma rede formada por órgãos abrangidos pela Lei Maria da Penha, do Poder Executivo e Judiciário”.

Para a titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), delegada Ana Elisa Gomes, “a iniciativa tem imenso valor para aproximar o TJGO da sociedade e, assim, fazer com que mais mulheres tenham coragem de buscar o Poder Judiciário”.

A Coordenadoria começa a funcionar na sala nº 1228, no 12º andar do edifício do Fórum Heitor Moraes Fleury, localizado na Rua 10, nº 150, Setor Oeste, em Goiânia. (Texto: Lilian Cury / Fotos: Hernany César – Centro de Comunicação Social do TJGO)

Acesse no site de origem: TJGO apresenta Coordenadoria Estadual da Mulher e Execução Penal (TJGO – 16/09/2014)