TJGO e Câmara promovem 4º Encontro em Defesa e Valorização da Mulher (TJGO – 12/06/2017)

O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), em parceria com a Câmara Municipal de Goiânia, promoveram, nesta segunda-feira (12), o 4º Encontro em Defesa e Valorização da Mulher, tratando também a campanha “Semeando a Paz: Não vai ter psiu”. O evento, que teve a presença do presidente Gilberto Marques Filho, foi realizado no auditório do TJGO e contou com palestras da professora do Instituto Federal de Goiás (IFG), Janira Sodré Miranda; da superintendente executiva da Mulher e da Igualdade Racial, Gláucia Maria Teodoro Reis; e da juíza da 1ª Vara Cível e da Infância de Quirinópolis, Adriana Maria dos Santos Queiróz.

O evento trouxe dados preocupantes sobre a sociedade brasileira. Em 2016, no País, foram registradas 59 mil mortes não naturais, sendo que, dentre os 10 municípios mais violentos, dois são em Goiás. O número de mortes violentas no Estado cresceu de 25% para 42%. Em 2014, foram registrados no país 47.648 casos de violência sexual e em 2013 foram 4.762 feminicídios, dos quais 50,3% foram cometidos por familiares.

Janira Sodré levantou um problema social mais amplo, que é a violência racista e homofóbica. Disse, também, que muitas mulheres sofrem de agorafobia, que é o medo de estarem em ambientes públicos, devido ao temor de sofrerem assédios, e que o constrangimento do “psiu” é o início de uma cultura que pode dar origem a uma violência muito maior.

Gláucia Maria informou que Goiás possui 10 grupos para trabalhar com homens que praticaram crimes de violência contra a mulher. “Esse tipo de crime é o que mais tem reincidências, e os grupos estão dando certo. Mais de 200 homens participaram e participam desses grupos, então são mais de 200 mulheres que não sofrerão mais esse tipo de violência”, afirmou.

Por fim, a juíza Adriana Maria contou um pouco sobre sua história, que foi narrada em seu livro “Dez Passos Para Alcançar Seus Sonhos”. Ele achou a iniciativa fantástica, “porque a informação é extremamente importante para as pessoas que estão passando por essas situações. Foi um prazer muito grande contribuir para esse projeto e quero parabenizar o TJGO pelo apoio ao programa desenvolvido pela Câmara Municipal de Goiânia”, concluiu.

Parceria

A parceira para a realização do evento foi firmada na semana passada pela presidente da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar e Execução Penal, desembargadora Sandra Regina Teodoro Reis, e o presidente da Câmara Municipal de Goiânia, vereador Andrey Azeredo.

Andrey Azeredo disse que encontrou no TJGO grandes parceiros. “Levamos a mensagem de conscientização, de que através da educação nós mudaremos a realidade de nossa sociedade e teremos mais valorização dos direitos de todos, em especial na igualdade de gênero”, disse o vereador.

A desembargadora Sandra Regina ressaltou a importância do evento. Ela explicou que muitos casos de violência contra a mulher chegam à justiça, mas informou que as penas são pequenas. “Então a mulher tem medo de chegar em uma delegacia e colocar a questão. Mas mesmo assim elas estão reagindo. Antigamente, as mulheres ficavam tímidas, se retraíam, ficavam infelizes. Hoje, não. Então quando melhorarem as leis vamos ter mais chances de irmos a uma delegacia para expor nossa situação”, frisou.

Também comparecerem ao encontro a vice-presidente do TJGO, desembargadora Beatriz Figueiredo Franco; a diretora do foro de Goiânia, juíza Maria do Socorro de Sousa Afonso da Silva; a juíza auxiliar da Presidência, Maria Cristina Costa; a idealizadora da campanha Semeando a Paz, a servidora Ilma Araújo; a secretária municipal de Políticas para as Mulheres, Célia Valadão; e as vereadoras Sabrina Garcêz e Leia Klebia.

Gustavo Paiva

Acesse no site de origem: TJGO e Câmara promovem 4º Encontro em Defesa e Valorização da Mulher (TJGO – 12/06/2017)