TJRJ inaugura primeira unidade móvel do Juizado da Violência Doméstica em Campos (TJRJ – 12/06/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Se a mulher vítima de violência não consegue chegar à Justiça, a Justiça vai até ela. Em resumo, é esta a filosofia da unidade móvel (um ônibus) do Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, inaugurada hoje em Campos, RJ, pelo presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio, desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho. Participaram também do lançamento, entre outras autoridades, a juíza auxiliar da Presidência Adriana Ramos de Mello; a corregedora-geral da Justiça, desembargadora Maria Augusta Vaz; o diretor-geral da Emerj, desembargador Caetano Ernesto da Fonseca Costa; a prefeita de Campos, Rosinha Garotinho; e a primeira-dama do Estado, Maria Lucia Horta Jardim, representando o governador Luiz Fernando de Souza Pezão.

Leia também: Campos, RJ, ganha primeira unidade móvel de proteção à mulher (G1/ Norte Fluminense – 13/06/2015)

“Estamos avançando no combate à violência contra a mulher, no Estado do Rio. Mas, além de leis como a da Maria da Penha, a cultura da violência é que tem que mudar, essa cultura que procura gerar passividade na mulher diante da violência praticada pelo homem”, afirmou o desembargador Luiz Fernando, que foi bastante aplaudido por cerca de 250 pessoas que lotaram o auditório do Fórum da Comarca de Campos, a cerca de 270 quilômetros do Rio.

A juíza Adriana Mello, especializada no combate à violência contra a mulher, observou que a cidade de Campos foi escolhida para o lançamento do ônibus em razão de registrar altos índices de violência contra a mulher. De acordo com o Dossiê Mulher 2015, do Instituto de Segurança Pública (ISP), do governo do Estado, no ano passado Campos registrou 20 casos de mulheres assassinadas no ambiente doméstico e mais de 1.300 ameaças de morte. A major Claudia Morais, do ISP, apresentou em números a tragédia que é a violência contra a mulher no Rio: em uma década, subiram 41,55% as ameaças às mulheres no estado.

A comitiva da administração do Tribunal de Justiça foi recebida pelo diretor do Fórum de Campos, Ralph Machado Manhães Jr. Maior município do estado em território, Campos é a comarca-sede do 6º Núcleo Regional do Tribunal de Justiça.

A instalação da unidade móvel foi um pedido da ministra Carmen Lucia, do STF, que coordena em todo o país a campanha da Justiça pela Paz em Casa.

A unidade móvel do Juizado da Violência Doméstica ficará baseada em Campos, mas vai circular por distritos. O ônibus terá uma equipe formada por um juiz, promotor e oficial de Justiça, entre outros profissionais, com o objetivo de atender com máxima rapidez a demanda de mulheres com dificuldades de acesso à Justiça. Uma moradora de Campos, Marcia Mothe, foi à inauguração e já tinha queixas a fazer contra o marido:

“Esse ônibus será de grande utilidade para aquelas mulheres que não tem nem como ir a um fórum para denunciar”, afirmou Marcia.

Veja a íntegra do Dossiê Mulher 2015

JAB/JM

Acesse no site de origem: TJRJ inaugura primeira unidade móvel do Juizado da Violência Doméstica em Campos (TJRJ – 12/06/2015)