Trabalhadoras rurais discutem combate à violência contra a mulher (Vermelho – 23/03/2015)

A implementação de políticas públicas de combate à violência contra as mulheres trabalhadoras rurais na Paraíba é o principal objetivo do evento que a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba (Fetag-PB) realiza nesta terça-feira (24), em alusão ao Dia Internacional da Mulher. A programação iniciará às 9h30, no auditório da entidade, localizado na rua Rodrigues de Aquino, 722, Jaguaribe.

Cerca de 300 Trabalhadoras Rurais de todas as regiões do Estado devem participar do evento e farão a entrega de um documento construído durante a Oficina Estadual de Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres do Campo, promovida pela Fetag-PB e a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), aos representantes do Governo do Estado, do Poder Judiciário e do Ministério Público Estadual.

Na ocasião, será lançada ainda a Marcha das Margaridas 2015, movimento de massa que homenageia a líder sindical paraibana Margarida Maria Alves e mobiliza mulheres de todo o Brasil, na busca por um país melhor, livre das amarras históricas do patriarcalismo, do machismo, da desigualdade de gênero, da violência doméstica e social e de todas as formas de preconceito.

“Historicamente, nada vem fácil para as mulheres, especialmente para as trabalhadoras rurais, que enfrentaram muitas dificuldades, machismos e abusos até serem reconhecidas como verdadeiras protagonistas do campo e merecedoras de igualdade. Infelizmente, elas ainda sofrem com muita violência e indiferença”, afirma a secretária de Mulheres da Fetag-PB, Maria de Lourdes Costa.

A dirigente rural explica que são agricultoras familiares, assalariadas rurais, comerciantes, artesãs, extrativistas, empregadas domésticas, dentre outras profissões contempladas, que assumem responsabilidades e representam uma força integrante e vital nos processos de desenvolvimento do campo, chave para o progresso socioeconômico.

“Neste dia, reforçamos a necessidade de nossa unidade, para colocarmos na agenda das nossas autoridades a pauta das mulheres trabalhadoras rurais. Temos a plena consciência que as conquistas alcançadas no plano macro, precisam se materializar no dia a dia das pessoas, sendo o Sindicato de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais um instrumento imprescindível para esse feito, já que está mais próximo da população Rural”, destacou a secretária.

Entre as autoridades confirmadas estão a secretária de Estado da Mulher e da Diversidade Humana, Gilberta Soares; a delegada da Mulher, Maísa Félix Araújo; a deputada estadual Estelizabel Bezerra; a secretária da Terceira Idade da Contag, Maria de Lúcia Santos; e representantes da Promotoria de Defesa dos Direitos da Mulher de João Pessoa, e do Juizado Especial de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.

Acesse no site de origem: Trabalhadoras rurais discutem combate à violência contra a mulher (Vermelho – 23/03/2015)