UFPI envia nota sobre trote machista e diz vai apurar denúncias (Meio Norte – 15/05/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Nota de Esclarecimento

A Administração Superior da Universidade Federal do Piauí (UFPI) informa que repudia qualquer ação que incite violência dos alunos da Instituição.

A Direção do Centro de Tecnologia (CT), por meio de sua diretora, Profª Drª Nicia Formiga informa ainda que havia sido comunicada apenas da realização de um trote solidário em que os estudantes estão empenhados na arrecadação de alimentos para a doação de uma instituição beneficente. No entanto, irá apurar as denúncias sobre os excessos cometidos e tomará medidas cabíveis.

Alunos fazem trote machista com apologia ao estupro na UFPI

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um trote machista e humilhante em que aparece estudantes do curso de Engenharia Elétrica, da Universidade Federal do Piauí, entoando uma canção que faz apologia ao estupro de alunos de outros cursos da universidade.

No vídeo, é possível visualizar os novos estudantes do curso gritarem palavras de cunho machista. Uma usuária postou em sua conta no Facebook o registro do caso. No post, a jovem relata que ficou horrorizada com a cena e mais espantada ainda pela presença de algumas garotas em meio ao trote.

“Eu fiquei arrasada por que além disso, as pessoas ao redor ficaram achando engraçara e batiam palmas para os calouros humilhados. As meninas que estavam junto eram as únicas que não repetiam o absurdo”, relatou.

A mensagem repetida pelos calouros eram: “Engenheiro eu também sou. Eu sou fodão, sou da elétrica, sou comedor de arquiteta”, diziam os alunos recém chegados enquanto andavam em fila indiana pelos corredores do Centro de Ciências Humanas e Letras (CCHL) da UFPI.

A cultura de realizar trotes com apologias a misoginia, que é o desprezo ao gênero feminino, surgiu no Brasil ainda nos anos 90 e vem ganhando força nos últimos anos. Os casos mais comuns são registrado no Sul do país, como na Faculdade de Medicina da Pontifícia Universidade Católica (PUC) e agora chega a região Nordeste.

Acesse no site de origem: UFPI envia nota sobre trote machista e diz vai apurar denúncias (Meio Norte – 15/05/2015)