Uma mulher foi assassinada a cada 72 horas no último mês, revela Sinpolpi (Portal O Dia – 05/04/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Ao todo, 10 mulheres foram assassinadas violentamente entre os meses de março e abril. Os números são de uma pesquisa mensal realizada pelo Sindicato dos Policiais Civis

O mês da mulher foi marcado pelo feminicídio no Piauí. Nos últimos 32 dias, a média foi de uma morte a cada 72 horas, um total de 10 mulheres assassinadas violentamente entre os meses de março e abril. Os números são de uma pesquisa mensal realizada pelo Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Estado do Piauí (Sinpolpi), com base nas informações divulgadas pelos meios de comunicações do Estado.

Segundo o levantamento, somente em março, nove mulheres perderam a vida. O mês já é considerado o mais violento para vítimas do sexo feminino em 2016 e registrou quase o dobro dos crimes de janeiro e fevereiro, que tiveram quatro e um assassinato de mulheres, respectivamente.

A pesquisa mostra ainda que a maior parte das vítimas foram mortas estranguladas ou por espancamento. Do total de assassinatos, sete tiveram motivação passional e um foi caracterizado como crime sexual. O nono foi devido a envolvimento em discussão após ingestão de bebida alcoólica e o 10º caso teria sido briga de família.

O feminicídio registrado em abril teve como vítima uma estudante, que foi estrangulada pelo padrasto. O crime aconteceu em São José do Peixe, na região de Floriano. O acusado alegou que era humilhado pela vítima. O caso ainda está em investigação.

Dos 10 casos, incluindo o de abril, apenas um foi registrado na Capital, foi o de uma estudante morta com um tiro no rosto quando dormia em casa, no bairro Vale Quem Tem, na zona Leste. Os outros aconteceram no interior e litoral, sendo que o município de Castelo do Piauí, a cerca de 180 quilômetros a Leste de Teresina, registrou dois casos.

Mais números

A pesquisa revela que, no geral, março registrou um total de 55 assassinatos. Vinte e nove crimes aconteceram na Capital e vinte e seis no interior. Ao menos 32 delitos foram praticados com armas de fogo, 15 com armas brancas e sete por estrangulamentos ou espancamentos.

Com relação à Capital, a zona Sul mais uma vez teve o maior número de crimes, com 10 registros. Em seguida está a zona Norte, com nove; a zona Leste, com sete e a zona Sudeste, com três assassinatos.

O município de Parnaíba, excluindo Teresina, registrou o maior número de homicídios e feminicídios, com cinco no total. Logo abaixo aparecem José de Freitas, com três; Castelo do Piauí, Marcolândia e Campo Maior, com dois casos cada.

Acesse no site de origem: Uma mulher foi assassinada a cada 72 horas no último mês, revela Sinpolpi (Portal O Dia – 05/04/2016)