Universitários recebem informações sobre sobre atendimentos às vítimas de violência doméstica (TJSP – 28/10/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica do Poder Judiciário de São Paulo (Comesp), em parceria com integrantes da Campanha Compromisso e Atitude pela Lei Maria da Penha, apresentou, na última segunda-feira (26), episódio fictício de violência doméstica para alunos de Direito das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), na capital.

O evento aconteceu no auditório da Casa Metropolitana do Direito e contou com a participação de integrantes da Secretaria de Políticas para as Mulheres; Secretaria de Segurança Pública; Defensoria Pública; Ordem dos Advogados do Brasil; Ministério Público; Prefeitura de São Paulo e Governo de São Paulo.

A juíza da 2ª Vara Criminal de Santo André e integrante da Comesp, Teresa Cristina Cabral Santana Rodrigues dos Santos, falou sobre os objetivos do trabalho: “A encenação pretende mostrar, de maneira didática e eficiente, como o Estado e as instituições agem quando acontece uma situação de violência doméstica”. Na abertura, o professor Ricardo Algarve Gregório, ressaltou a importância do evento e parabenizou a Comesp pelo projeto.

A apresentação simulou a união estável de Grace e Emerson, um relacionamento cheio de ciúme e constantes agressões, até mesmo na presença do filho do casal de apenas quatro anos de idade. Emerson agrediu Grace e quebrou vários utensílios domésticos. Cansada da situação, a irmã da vítima acionou a Polícia Militar, que presenciou mais agressões e deu voz de prisão, prendendo o homem em flagrante delito. As pessoas que interpretaram o episódio são integrantes da Polícia Militar

Ao final da apresentação, a juíza agradeceu o esforço de todas as entidades envolvidas no objetivo de demonstrar como é o atendimento às vítimas, desde a queixa até a sala de audiência. “Mostramos todas as etapas contempladas pela Lei Maria da Penha.”

Também participaram do evento a tenente-coronel da Polícia Militar Ana Rita do Amaral Souza; a diretora da Delegacia de Defesa da Mulher, Gislaine Doraide; o diretor do Instituto Médico Legal, José Otávio de Felice Junior; a presidente do Comitê de Ação Social e Cidadania do Tribunal de Justiça (CASC), Maria Luiza Nalini; a defensora pública e coordenadora do Núcleo Especializado de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher (Nudem), Ana Paula de Oliveira Castro Meirelles Lewin; a procuradora do Estado Ana Paula Zomer; a conselheira seccional e presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB–SP, Kátia Boulos; a promotora Gabriela Prado Manssur; os policiais que atuaram no episódio cabo Adriana Lopes da Silva Ferrari, sargento Michel Rici da Silva, cabo Débora Lúcia Leme, sargento Eldon Lopes dos Santos, soldado Anderson Urbano de Souza e soldado Fábio Rodrigues; as funcionárias do TJSP Joyce Assmann Pereira, Denise de Souza Lima e Cláudia Regina Chaves de Almeida Farabello; autoridades, professores e convidados.

Acesse no site de origem: Universitários recebem informações sobre sobre atendimentos às vítimas de violência doméstica (TJSP – 28/10/2015)