USP terá conselho de segurança e policiamento com método japonês (G1 – 06/08/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Patrulhamento deverá ser feito por entre 80 a 120 policiais militares. Presença de PMs no campus é criticada por grupo de alunos e professores.

O governo de São Paulo vai criar um Conselho Comunitário de Segurança para atuar dentro da Cidade Universitária da USP, na Zona Oeste da Capital. O anúncio da criação foi feito nesta quinta-feira pelo secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes.

A ideia é aplicar um sistema de policiamento comunitário no modelo japonês, o Koban, que tem como objetivo a prevenção das infrações.

O patrulhamento deverá ser feito por entre 80 a 120 policiais militares. Segundo Moraes, os policiais estão sendo treinador para o método e terão um colete com identificação diferente, como policiamento comunitário da USP.

O conselho será formado por representantes das polícias Civil e Militar, professores, funcionários e alunos. O secretário já havia sinalizado a intenção de implantar o modelo na USP em julho, quando se reuniu com o governador Geraldo Alckmin e o reitor da univeridade, Marco Antonio Zago.

Nos últimos anos, uma série de casos de violência e abuso sexual foram registrados dentro da Cidade Universitária e em outros campi da USP e de outras universidades públicas e particulares paulistas. A Assembleia Legislativa chegou a criar uma CPI para investigar os casos.

Acesse no site de origem: USP terá conselho de segurança e policiamento com método japonês (G1 – 06/08/2015)