Vigilante apontado como serial killer enfrenta o 17º júri popular em Goiânia (G1 – 18/10/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Tiago da Rocha é acusado de matar morador de rua com um tiro na cabeça. Preso desde outubro de 2014, ele responde por mais de 30 assassinatos.

O vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, 28, apontado como serial killer, vai a júri popular nesta terça-feira (18) pela morte do morador de rua Paulo Sérgio Xavier de Bastos, de 44 anos. Será o 17º julgamento do réu, que responde por mais de 30 crimes.

O crime ocorreu no dia 5 de novembro de 2012. Segundo as investigações, Paulo Sérgio foi alvejado por um tiro na cabeça enquanto estava em um ponto de ônibus no Setor Central, em Goiânia. Tiago chegou em uma moto, efetuou o disparo e fugiu.

O juiz Jesseir Coelho de Alcântara presidirá a sessão, prevista para começar às 8h30. Segundo ele, as provas que constam no inquérito policial demonstram a materialidade do caso e indícios de autoria. O magistrado afirma que o laudo microbalístico apontou que o projétil encontrado no corpo da vítima saiu da mesma arma que Tiago usou para matar outros dois moradores de rua.

Na audiência de instrução criminal, realizada em 17 de agosto do ano passado, a delegada Flávia Santos Andrade, que participou das investigações do caso, lembrou-se da atitude do acusado durante o depoimento sobre o crime.

“Quando interrogado por mim, ele disse que não se recordava de ter matado a vítima. Porém, ele havia confessado o crime para outro delegado. Quando questionado sobre a confissão, disse que assumiu apenas para ‘aumentar o ranking de vítimas’. Em seis anos na profissão, nunca vi ninguém tão frio e calculista. Ele não demonstra nenhum arrependimento”, afirmou.

O delegado Matheus Costa Melo, que também participou das investigações, disse que imagens de um crime semelhante onde Tiago aparece foram fundamentais para apontá-lo como autor da morte de Paulo Sérgio. “O modus operandi utilizado é o mesmo, o que aponta para a polícia que ele tenha cometido o homicídio”, destacou.

Na ocasião, Tiago permaneceu calado durante toda a sessão.

Condenações

Preso desde outubro de 2014, Tiago Henrique ficou conhecido como o serial killer de Goiânia por ser apontado como responsável por mais de 30 assassinatos. No último dia 19, ele teve sua 16ª condenação por homicídio.

O vigilante também já foi condenado pela Justiça a 12 anos e 4 meses de prisão em regime fechado por ter assaltado duas vezes a mesma agência lotérica do Setor Central, na capital goiana. Juntas, as penas de Tiago Henrique somam 403 anos e 10 meses de prisão.

Acesse no site de origem: Vigilante apontado como serial killer enfrenta o 17º júri popular em Goiânia (G1 – 18/10/2016)