Violência contra a mulher é pauta de encontro do Judiciário (TJTO – 12/12/2017)

A Coordenadora Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, juíza Nely Cruz, participa, em Brasília, do curso Violência Doméstica: Uma questão de gênero. Ainda nesta semana, a magistrada integrou reunião com a ministra Carmem Lúcia sobre o balanço de ações das três semanas Justiça Pela Paz em Casa, realizadas em 2017.

Durante a reunião da presidente do Supremo Tribunal Federal e Conselho Nacional de Justiça com os coordenadores estaduais da Mulher em Situação de Violência Doméstica foi apresentado o relatório nacional referente às semanas Justiça Pela Paz em Casa. Conforme a magistrada tocantinense, a ministra Carmem Lúcia pediu empenho dos juízes no julgamento de processos relativos à violência contra as mulheres. “A Ministra convocou todos coordenadores estaduais a se empenharem junto aos juízes com competência em Violência Doméstica para empreenderem esforços no sentido de melhorar as estatísticas sobre audiências, sentenças, Júri Popular e todos os tipos de julgamentos sobre os feitos nessa área”, afirmou.

A agenda de trabalho da magistrada tocantinense em Brasília segue até esta quinta-feira (14/12), quando termina o curso Violência Doméstica: Uma questão de gênero. O evento é promovido pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) com o objetivo de aprimorar a atuação dos magistrados em questões de gênero – em especial nos casos que envolvam violência contra a mulher. A iniciativa também visa contribuir para dar maior efetividade à Lei Maria da Penha, que completou 11 anos em agosto.

Além da juíza Nely Cruz, também participa do curso o magistrado Antiógenes Ferreira de Souza, titular da Vara Especializada no Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Palmas.

Paula Bittencourt 

Acesse no site de origem: Violência contra a mulher é pauta de encontro do Judiciário (TJTO – 12/12/2017)