Violência sexual: narrativas de mulheres com transtornos mentais no Brasil, por Jaqueline Almeida Guimarães Barbosa e outras

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Autoras: Jaqueline Almeida Guimarães Barbosa (1), Marina Celly Martins Ribeiro de Souza (1) e Maria Imaculada de Fátima Freitas (1)

(1) Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Grupo de Pesquisas em Epidemiologia e Avaliação em Saúde (GPEAS), Belo Horizonte (MG).
Correspondência: Marina Celly Martins Ribeiro de Souza, [email protected]

Objetivo. Compreender o impacto da violência sexual sofrida por mulheres com transtornos mentais a partir de autorrelato de suas experiências.

Métodos. Os relatos emergiram de entrevistas abertas realizadas com mulheres atendidas em serviços públicos de saúde mental de Minas Gerais e Rio de Janeiro como parte de uma pesquisa de cunho mais amplo que teve como objetivo geral investigar as formas de viver e pensar a sexualidade por esse grupo populacional, visando a contribuir para as ações de promoção da saúde sexual. A coleta dos dados se deu em 2008.

Resultados. Foram entrevistadas 17 mulheres com idade entre 18 e 68 anos. Quatorze entrevistadas afirmaram ter vivido relações estáveis, mas somente três permaneciam nessas relações. A maioria dos relacionamentos estáveis não havia sido oficializada. Duas mulheres eram viúvas e 13 tinham filhos. Todas relataram enfrentar dificuldades na convivência com os parceiros e com os filhos, ter poucos amigos e dispor de pouco apoio familiar. A instabilidade dos relacionamentos foi atribuída a situações de agressividade, infidelidade do parceiro e uso de drogas ou álcool. Houve relatos de terem sido vítimas de violência física na família, sobretudo por parte de parceiros, e também de violência sexual, sendo que, em alguns casos, os agressores eram pessoas da família. Duas entrevistadas afirmaram nunca ter tido relação sexual.

Conclusões. Faz-se necessário capacitar os profissionais de saúde para que propiciem o relato de situações de violência sexual por parte das mulheres e para que encaminhem de forma adequada a situação. Também é fundamental a necessidade de ações intersetoriais para o enfrentamento essa problemática.

Publicado originalmente como: Barbosa JAG, de Souza MCMR, Freitas MIF. Violência sexual: narrativas de mulheres com transtornos mentais no Brasil. Rev Panam Salud Publica. 2015;37(4/5):273–8.

Acesse o artigo na íntegra em pdf (290 KB): Violência sexual: narrativas de mulheres com transtornos mentais no Brasil, por Jaqueline Almeida Guimarães Barbosa e outras